Por que me procurou hoje?

Cura, dúvidas, qualidade de vida? 

Dedicação em saúde da mulher.

 

Especializado em cirurgia ginecológica

Endometriose
Histerectomia
Cistos de ovário

Não é normal sentir dor.

Endometriose é mais comum do que se pensa, podendo atingir até 15% das mulheres no período reprodutivo.

 

É uma grande causadora de cólicas menstruais fortes, dores pélvicas fora de período menstrual e dores na relação sexual. Além de poder causar infertilidade, alterações gastro-intestinais e urinárias.

 

Há uma estimativa de quase 6 milhões de mulheres brasileiras com endometriose, muitas delas sem nem ao menos o diagnóstico correto.

Nem sempre o tratamento da endometriose envolve cirurgia, mas sempre envolve um tratamento multidisciplinar e a necessidade de uma parceria entre médico e paciente.

São muitos os motivos para preservar o útero da mulher, seja sua crença, o desejo de gestar, a sua idade, etc.

No entanto, em alguns casos, devemos extraí-lo para proporcionar uma melhor qualidade de vida para mulher.

A retirada do útero (histerectomia) deve, pois, levar em conta todo contexto feminino e ser uma indicação precisa, no momento correto. Deve ainda ser feito de forma que a recuperação seja rápida e a estadia hospitalar precoce, de preferência, por vias minimamente invasivas.

Os cistos de ovário são muito comuns ao longo da vida das mulheres, a depender do momento do ciclo menstrual e das características do cisto, podem ser observados, apenas.

No entanto, existem cistos com características complexas que despertam receio numa conduta observadora, cabendo ao médico saber indicar o momento correto de operar.

Uma particularidade nesses casos é: o cisto deve ser removido íntegro, sem extravasamento para cavidade, pois se trata de um cisto suspeito.

Em palavras mais simples, só sabemos realmente se um cisto complexo é do "bem"ou do "mal"quando tiramos ele, por isso o procedimento envolve cuidado e precisão.

Oncologia

Oncologia ginecológica é o tratamento das afecções malignas da pelve feminina (ovários, tubas, vagina, vulva e útero - colo de útero e endométrio).

 

O racional é: quanto mais precoce e certeiro o tratamento, maiores as chances de cura. Por isso a necessidade de exames preventivos, acompanhamento multidisciplinar e terapia individualizada para cada paciente e seu problema.

Laparoscopia

A cirurgia minimamente invasiva proporciona conforto e segurança para a paciente.

Através de portais (trocateres), pinças e câmeras de alta resolução, a abordagem laparoscópica oferece precisão ao cirurgião e conforto pós operatório à paciente.

O rápido retorno ao bem estar é uma prerrogativa do tratamento.

Nos casos oncológicos, possibilita o início sem atraso de terapias adjuvantes.   

Histeroscopia

Realiza-se uma intervenção intra uterina sem necessidade de cortes na pele.

Resolve com sucesso grande parte das causas de sangramento uterino anormal

Possibilita a passagem de DIU com segurança e maior conforto.

 

Carreira

Graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP)

 

Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP)

Médico colaborador do ICESP HC FMUSP (Institutto do Câncer do estado de São Paulo)

Trabalha com técnicas Minimamente Invasivas como Laparoscopia e Histeroscopia

 

Contate-me

Se tiver perguntas, entre com contato comigo:

Dr Rodolpho Truffa Kleine

  • Black Facebook Icon

© 2023 por Terapia Consciente. Orgulhosamente criado com Wix.com